Direitos humanos são pauta do programa de rádio

Nesta semana, marcada pelo dia da Declaração Universal dos Direitos Humanos, o Psicologia em Foco foi dedicado a reflexões envolvendo a intolerância social e a polarização ideológica.

O entrevistado foi Reinado da Silva Junior. Ele é doutor e mestre em Ciência da Religião, professor da Universidade Estadual de Minas Gerais, conselheiro e coordenador da comissão de Psicologia, Laicidade, Espiritualidade, Religião e outros Saberes Tradicionais e da comissão de Direitos Humanos do Conselho Regional de Psicologia Minas Gerais (CRP-MG). Clique aqui para ouvir.

Ele falou sobre as consequências da polarização política nas relações entre parentes, amigos e colegas de trabalho, repercutindo sua conexão com os direitos humanos. Ressaltou que, ao analisar como a Psicologia vê os efeitos da polarização, o mais importante é pensar nas consequências: “se intensifica a dificuldade de se relacionar com as pessoas, agressões, agravamento de sofrimentos mentais e a morte”.

Segundo ele, o lado bom é que “agora as pessoas não se escondem mais e se sentem à vontade de expor suas posições ideológicas extremas. Essa situação permite que a gente discuta os problemas e possa refletir”.

Ao finalizar o conselheiro do CRP-MG disse que quando pessoas gritam contra os direitos humanos estão expressando seus medos. “Por isso a divulgação e a promoção do ato de fazer direitos humanos é tão importante. Trazer isso para vida das pessoas é exatamente o que tira delas esses receios.  Dá a elas a condição e a consciência de entender que merecem os seus direitos garantidos como qualquer outro ”.