Nota de repúdio à tentativa de precarização da rede particular de ensino

O Conselho Regional de Psicologia – Minas Gerais (CRP-MG) vem a público manifestar seu repúdio às propostas de retirada de direitos históricos de professoras(es) da rede particular, em Minas Gerais, aprofundando o processo de precarização das condições de trabalho e a mercantilização ostensiva do ensino superior.

A educação é o principal pilar de desenvolvimento da sociedade, por isso, o CRP-MG posiciona-se contrário a todas as formas de desrespeito a educadoras(es). As novas condições impostas comprometerão, ainda mais, a qualidade do ensino superior, impactando diretamente na formação das(os) profissionais de Psicologia.

Belo Horizonte, 26 de abril 2018
XV Plenário do Conselho Regional de Psicologia – Minas Gerais

Logomarca do CRP-MG